quinta-feira, 13 de março de 2014

Movidos pela insatisfacao

Recebo semanalmente muitos e-mails com as mais váriadas perguntas sobre a vida em Londres. São tantos interesses distintos que não conseguiria classificar por tópicos, mas ha aqueles de  indivíduos  insatisfeitos com o Brasil querendo começar uma vida nová sozinhos  ou com sua família em Londres ou aqueles  que querem apenas experimentar outro estilo de vida por um tempo, sem data certa para voltar. O certo e que são inúmeras as razoes que movem as pessoas em direção a novos rumos.

 E interessante observár que uma grande parte dessas  pessoas insatisfeitas com o Brasil  não pertencem as classes baixas, mas a classe media e as vezes alta . São indivíduos que buscam expandir seus horizontes e vivenciar uma outra realidade ,pois já não acreditam que o Brasil tenha jeito . O aumento da violência urbana  e  a corrupção desenfreada escancarada  são problemas sociais que estão esgotando a paciência dos que ainda acreditam que se possa ter um pais mais justo e desenvolvido.

Consigo entender a motiváção  daqueles que pensam em vir a Londres ou para outra cidade da Inglaterra afim de começar uma nová vida mesmo tendo que deixar para trás  amigos, familiares e muitas vezes bons trabalhos.  Contudo,  eu não vejo que a origem dessa necessidade  de mudança radical seja diretamente ligada aos problemas que se enfrentam hoje no Brasil. Emigrar e um fenômeno social que sempre existiu.  Muitos saem de seu pais  por questões de pura sobrevivência como fizeram os Alemães e Italianos escapando da guerra ou refugiados de outras nações em constante conflito interno. Outros de deslocam para regiões onde o clima e melhor ou existem melhores oportunidade de trabalho.  Embora nem todos sintam a necessidade de deslocamento  de seu lugar de origem, onde se sentem felizes ,existem  muitos, e eu me incluo na lista, que são movidos por uma forte angustia interna , muitas vezes inexplicável, que os tira da zona de conforto e os faz aceitar novos desafios independente dos riscos que terão que enfrentar.

Para essas pessoas não e falta de trabalho, falta de oportunidades, ou medo dos problemas sociais, as vezes e apenas cansaço de sua realidade , de sua rotina, da previsibilidade de sua vidas.  O novo para elas excita e injeta adrenalina. Desta forma, não são as crises de seu pais que as estimula, mas seus próprios conflitos internos buscando respostas.

Para essas pessoas eu digo que não se sintam mal com esse sentimento,mas se beneficiem dele para ter forcas de romper barreiras e superar suas próprias limitações e assim se  sentirem livres e realizados.

 Seja seu destino Londres  ou qualquer outra cidade do mundo vá de cabeça aberta sem esperar que ela se adapte a você ou seu estilo de vida. Ao contrario,veja o que você pode absorver  dessa nová realidade e incorporar em seu dia a dia. Só assim você estará se tornando uma pessoa mais rica culturalmente e se tornando um  cidadão do mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário