quinta-feira, 30 de julho de 2009

Preciso de acomodação urgente: um pesadelo para todos!!

Quero só começar agradecendo de coração a todos que lêem meu blog e enviam mensagens parabenizando ou aqueles que mesmo discordam de meu ponto de vista. O que eu quero mesmo e informar de forma mais precisa que puder ,mostrando a vida como ela e aqui e nao como aparece nas poesias de Lord Byron ou Romances de Emily Brontë, de um tempo que ja se foi. E minha intencao tambem promover debates e provocar a emoção em quem lê. As vezes fico imaginando qual seria a fisionomia de quem esta lendo meus artigos. Alguns eu sei que devem ficar chocados, outros indiferentes, outros acham engraçado e outros ficam indignados porque vou contra alguma crença que tenham. De qualquer forma, todos aprendemos algo novo. Eu principalmente, através de vocês.


Se realmente existe um assunto que enlouquece todo mundo que esta envolvido na área de intercâmbios e sem duvidas a ACOMODACAO. De todos os aspectos que fazem parte de uma viagem de estudos este e o que possui maior índice de probabilidades de apresentar problemas e muitos deles, bastante sérios.

O que eu vou comentar aqui, e espero que tenha paciência de ler ate o final, se baseia inteiramente em experiências vividas por mim durante nove anos como especialista em intercâmbio e Consultor Internacional trabalhando em uma escola inglesa. O que pretendo mostrar aqui e como a escolha de uma acomodação adequada e algo extremamente complexo e como podemos minimizar problemas que irão poupar o aluno, a agencia, a escola, a família, os pais do aluno e principalmente a família que esta recebendo ou o locatário do imóvel de enfrentar momentos difíceis e ,em muitos casos, constrangedores. Já presenciei brigas entre alunos –escola, escola- famílias, famílias-agentes, agentes- alunos, etc. e acreditem, são discussões e desentendimentos muito difíceis de se resolver, pois envolvem questões culturais e conflitos de personalidade. As vezes era o cachorro que latiu, as vezes o aluno que ficou trancado do lado de fora sem chave, as vezes e o dono da casa que estava andando em trajes menores, as vezes era o marido da dona que deu em cima da aluna, e ate em alguns casos, a cor da cortina e do sofa que era feia.

Em primeiro lugar, destaco os tipos mais comuns de acomodações para estudantes vivendo aqui no Reino Unido:
- Casa de família
- Residência estudantil
- Quarto em casa compartilhada
- Apartamento (studio)


Uma viagem de estudos envolve um grande numero de variáveis. São muitos aspectos a serem considerados e trabalhados ate que este evento se concretize. Todo estudante necessitara de um lugar para viver. A grade maioria não se importa com a casa onde ira viver, desde que ela seja limpa, próxima do metro, próxima da escola (de preferência do lado), custe pouco, tenha poucos brasileiros, tenha poucos moradores, ninguém use drogas, e para finalizar que a residência tenha algo que ninguém sabe viver sem , INTERNET banda larga e WIFI ( incluída nas contas). Podem observar que são “apenas” estas exigências. Claro, alguns mais exigentes querem uma decoração “clean” e quando se trata de casa de família (Homestay) que a família seja legal, converse bastante em inglês e de preferência sejam Ingleses (não Indianos, já que muitos não consideram os indianos como ingleses, mesmo tendo nascido aqui). Existem outros que são um pouquinho mais exigentes e querem tudo que mencionei acima e ainda que a família não tenha animais domésticos e que sejam vegetarianas. Tem ainda alguns alunos, mais especiais, que alem de tudo isso, exigem famílias católicas ou protestantes. E a lista segue.

Analisando estas “simples” exigências feitas por alunos ( ou muitas vezes feitas pelos pais dos alunos ou responsáveis), podemos constatar que e uma tarefa árdua , quase uma missão impossível para os agentes, consultores e mesmo as escolas encontrarem acomodações que atendam as necessidades desses alunos.

CASA DE FAMILIA (Home Stay)

O item mais caro do custo de vida na Inglaterra e a moradia. As famílias locais gastam a maior parte de suas rendas pagando a hipoteca das suas casas. Apartamentos de 1 dormitório aqui custam o equivalente a apartamentos de 5 dormitórios com piscina no Brasil. Para não citar outros preços extravagantes. O espaço aqui vale ouro. A partir daí, se pode pressupor que quem recebe alunos estrangeiros em suas casas, são famílias que necessitam dessa renda extra para cobrir as suas despesas mensais. São raríssimos os casos de famílias que hospedam estudantes pelo prazer da socialização. Isso acontece frequentemente no Brasil. O estudante chega na cidade e a família brasileira vai no aeroporto com faixa de bem vindo, leva almoçar na melhor churrascaria pra exibir a fartura, leva no futebol, nos amigos, nos shopping centers de luxo, enfim desfila com ele por tudo que e lado e ainda acha estranho que ele fique com cara de espantado, achando que estão querendo algo dele com tanta gentileza.. Lógico, isso jamais ira acontecer aqui, salvo casos extremos, de uma sorte enorme. Não estão acostumados a serem bons anfitriões. Não e cultural, não e comum em nada isso. Famílias se vêem somente em ação de graças e natal e algumas ocasiões especiais. Se isso choca você, se prepare porque muitas outras coisas irão chocar também. Isso e aprender, isso e crescer. Ver que a forma como vivemos, não e a única certa ou errada. Aqui delicadeza com estranhos e oferecer uma taca de chá e bater um papo de alguns minutos, sem se aprofundar. Imaginava isso? Espero que sim porque isso ira tirar poupar você de desilusões. Quero enfatizar que não são todas assim, mas a grande maioria delas não se envolve em nada com o hospede. Nestas casas de família. Você ira conviver também com outros estudantes de outras nacionalidades. O que e muito interessante.Você ficara muitas vezes surpreso de saber que a dona de casa mal para em casa e em muitos casos e separada(algo muito comum aqui) e sem filhos. Ira notar que as famílias são pequenas e família aqui quer dizer pai ou /e mãe e filhos. Esqueça tios, avos, cunhados, padrinhos, primos, agregados, etc. Poderá achar estranho que em muitas casas terá chuveirinho na banheira e não aquela ducha enorme. Certamente ira estranhar a comida e o ritmo de vida. E tanta coisa que precisaríamos de um livro detalhando tudo que se diferencia do Brasil. Mas isso pode ser bom ou ruim de acordo com o que você cria como expectativa. E crucial manter em mente que e apenas uma nova experiência e temporária.


DICA: sempre converse com a família na chegada para saber sobre suas exigências e evite trazer presente, pois isso não e pratica comum. As chances de ma interpretação são enormes. Seja discreto evitando contar toda sua vida a não ser que a pessoa demonstre interesse real em sua historia. Muitas vezes, as pessoas de origem inglesa, são reservadas e de pouca conversa. Quando viajam muito em geral são mais abertas ao dialogo e bastante interessadas em saber sobre sua cultura. Use seu “feeling”. Se for alérgico a certos alimentos, animais, etc, deixe claro isso na escola ou agente antes de fechar acomodação.

QUARTO EM APARTAMENTOS COMPARTILHADOS.

Uma casa com cozinha e banheiros limpos, sala organizada, quartos e camas sem o odiado “ bedbug”,pessoas legais, preço acessível, próximo a metro. Isso que você procura? Legal, eu diria que quase todos querem isso..ou a maioria...Quantas casas atendem esta exigência aqui? Poucas em relação as que não atendem! E extremamente difícil conciliar tudo isso. Limpeza e um aspecto muito complicado porque uns bagunçam e não limpam, outros não bagunçam e não limpam e finalmente outros que odeiam sujeira não bagunçam e limpam por todos. Injusto, não? Mas acontece todo tempo nas casas com estudantes. Sem contar que em algumas, muitos usam drogas, daí a coisa fica mais difícil ainda. Outras casas tem tudo de bom, mas ficam longe do metro. Assim, pode-se perceber frente a estas circunstancias, querer tudo e um direito , mas aceitar a realidade e as limitações e um sinal de sabedoria e bom senso.

DICA: nunca, jamais fechar acomodação sem visitar o local, o bairro, ver o transporte e saber sobre os moradores. Ver a política da casa, algumas tem regras explicitas escritas sobre comportamento e rotina de limpeza. Assista o filme ALBERGUE ESPANHOL e terá uma amostra do que e viver em uma casa de estudantes , mesmo sendo rodado em Barcelona.


A conclusão que eu cheguei e a seguinte: Não existe solução para este problema da Acomodação. Se não houver conscientização, principalmente econômica, cultural e social!

Econômica: estar ciente de sua condição financeira e saber que o bom quase sempre custara mais caro.Estar preparado para não ter o melhor. E muito menos que a moradia terá padrões semelhantes a sua.

Cultural: O vão entre a cultura européia e latina e gigantesca. Os valores são outros, portanto, prioridades, necessidades e forma de ver as coisas mudam.Isso inclui a comida, vestuário, limpeza, decoração, horários, e assim por diante.

Social: Senso de comunidade neste pais e forte. São individualistas, aparentemente egoístas, mas são voltados a questões sociais. Podem não ajudar o aluno hospede em nada, e na mesma hora sair as ruas para fazer voluntariado, recolhendo fundos para ajudar crianças com câncer. Podem não sorrir no café da manha, mas depositam todo mês um volume gordo pra ajudar a cruz vermelha. Parece contraditório, mas exige analise mais profunda que não vem aqui ao caso.

Pense sempre que você veio para viver uma nova vida, seja por 1 mês ou 1 ano. Esqueça comparações. Se a coisa for insuportável, busque outro local com menos problemas para viver e be happy!!

Existem muitas agencias de acomodações e sites como www.gumtree.com .Se precisar posso indicar algumas,ao menos as que eu conheço e são mais confiáveis.Mas não espere milagres.

Boa sorte!!

11 comentários:

  1. Vladmir !
    Olá !

    Tenho planos de passar uns 15 dias em Liverpool no próximo, lendo o teu blog eu vi que existe um tipo de acomodação as chamadas home stay, eu gostaria de encontrar famílias protestantes para iniciar contatos sobre à acomodação, poderia me ajudar com dicas de como eu devo iniciar a busca ?

    Desde já agradeço sua atenção,

    Obrigada,

    Iolanda

    ResponderExcluir
  2. Iolanda, vc nao deixou contato!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, desculpe a demora , qualquer informação poderá ser enviada para : iolanda_santana@ig.com.br

    Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Ola meu nome é Celia gostaria de saber que escola vc indicaria (não barata demais pq so da brasileiro,mas intermediaria) na zona 1 de Londres. Vc conhece a Oxford house college?
    Grata
    Célia
    email cece9999@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!Meu nome é Tamara,moro em Porto Alegre e qro passar algum tempo em Londres,estou planejando c 1 amiga,qurmos ir jntas,e estmos estudando a forma+econômica d ir,pensmos em casa de família,mas quermos ficar jntas,plo fato da adptação,quermos ficar n mesma casa,ou apartamento estudan,se puders dar algumas dicas sobre empregos,programas d intercâmbio,mas c a condição de eu e minha amiga ficarmos jntas,n mesma habitação.Tenho 21 anos,estou cursando faculd,quria fazer essa viagem ano q vem,então,se puderes dar algums dicas,agradeço!Gostei do seu blog,sou mto curiosa a informações referentes a Londres,a cidade m encanta,mesmo sem conhecê-la,gostaria muito de passar um período lá.Bom,então é isso!Até mais! meu e-mail é tamyhxt@homtali.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Vladimir, muito bom seu blog, "pé no chão" como tem que ser. Estou em Londres há 4 meses e fico mais 2 antes de voltar para o Brasil, vim com o propósito de estudar e conhecer... Tenho uma atração especial pelos mercados de londres, creio que já estive nos principais, mas ouvi dizer que existem alguns mas afastados, que abastecem esses mais famosos... Gosto da parte de quinquilharias, tranqueiras e antiguidades... `Vc tem alguma dica?

    ResponderExcluir
  7. meu contato: joaomiguelpinheiro@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Vladimir... excelente seu blog. Realmente nos dá uma boa noção do que se deve fazer ou não em um lugar totalmente diferente da nossa realidade aqui no Brasil. Estou com todas as documentações para o visto e só falta o curso. Minha amiga Marcia que atualmente reside em Londres me indicou voce para uma melhor escolha da escola. Gostaria, se possivel, de uma orientação sua. Tentei te add no msn e te mandar uma email e não consegui. Segue meus contatos:
    email - lucambiental@yahoo.com.br
    MSN - lucambiental@hotmail.com
    Agradeço desde já, Lucas.

    ResponderExcluir
  9. Vladmir... Meu nome é Daniela, moro em SP. Estou indo para Londres em Janeiro, acompanhada do meu marido para passar um mês num curso intensivo de Ingles. Ficaremos exatas 4 semanas. Estamos com uma indicação de uma escola, chamada Milner em Wimbledon, você sabe algo sobre essa escola/região? Pela escola, nos ofereceram hospedagem em casa de familia que aceitam casais, porém tenho um certo receio quanto a Liberdade, Comida e Outras coisas. Na verdade não sabemos o que esperar. Li outros posts seus que falam sobre a comida. È normal casas de familia permitiram que os "estudantes" utilizem a cozinha para refições? ( preparar a própria refeição)?
    Agradeço desde já ....tudo o que li foi de muito bom uso!!!

    pellizzari_daniela@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Ola Vladmir. Descobri seu blog agora e estou lendo cada dia um pouco. Muito bom mesmo, dicas bem sinceras. Vou pra Londres em fevereiro e estudarei ingles na escola LSI, caso vc conheca, me mande comentarios. Outra questao e que estou indo com minha esposa e estamos procurando um apt studio para morar. Ate agora achei uma agencia chamada Lodgis, que existe em varios locais do mundo. Em Londres ela e representada por uma agencia chamada Nesthom. Ate agora a faixa de preco por um apt esta na media de 900 libras. Vc conhece esta agencia? se conhecer alguem para me indicar ficaria muito grato. A media de preco seria esta mesmo?
    Agradeco.
    Joao Carlos
    jcspjr@gmail.com

    ResponderExcluir