quinta-feira, 18 de junho de 2009

O importante e ser você mesmo

Se ha algo que eu gosto de falar e sobre comportamento humano. Não sou psicólogo nem antropólogo, mas adoro observar o comportamento das pessoas e suas diferenças culturais. Aqui, neste pais, isto e um prato cheio, ja que a se convive lado a lado com centenas de nacionalidades. ( No Brasil temos muitos imigrantes e descendentes , mas não ha grande variedade de estrangeiros de origem como aqui). Ha um ponto chave que faz uma enorme diferença quando se vem morar em Londres, principalmente. E a facilidade de se perder. E não me refiro a questão geográfica. Refiro-me ao rumo que vamos tomar. E tanta opção, tantas escolhas a fazer, tantos desafios a enfrentar que não e raro ver as pessoas entrarem em crises existenciais, conjugais, financeiras, etc. Se ilude quem pensa que vira aqui , estudara inglês, ganhara uma graninha,viajara muito, fará festas e amigos e voltara ao seu pais como se nada alem disso tivesse acontecido. Eu diria que tudo o que eu citei acima representa muito pouco em relação a grande mudança interna que ira acontecer. Nunca conheci alguém que não tenha passado por crises vivendo nesta cidade. E garanto que não são nada fáceis de se superar, pois aqui a maioria esta sem sua família e ate mesmo seus amigos estão ocupados demais tentando se virar.

Como os ingleses superam isso? Falando de forma generalizada, e importante destacar que o povo e educado de outra forma. A sua cultura e seus valores são outros. São educados para serem independentes, individualistas, competitivos, obedientes às leis, e acima de tudo, a preservarem sua privacidade. Não sentem tanta falta da companhia de amigos e familiares, como e o caso do povo de origem latina. O latino tem enorme dificuldade em se adaptar na Europa, em geral, e justamente por essa dependência ou carência afetiva. Se eles estão certos ou errados, não podemos julgar, mas podemos compreender que isso tem uma enorme influencia na forma como as pessoas enxergam a vida e como se relacionam.

Eu quero dar uma outra dica que não tem a ver com acomodação, emprego, escola, etc. esta dica e algo que eu aprendi com meus 41 anos de idade e dezenas de viagens a este pais que eu adoro: SEJAM VOCES MESMOS. E quando digo isso, não me refiro a vir para cá e ter uma atitude nacionalista ou de patriotismo, de andar de camiseta da seleção ou com bandeira amarrada pra mostrar que vocês são brasileiros. Isso e ate meio sem sentido, pois ninguém precisa levantar a bandeira aqui para mostrar de onde você vem. Se assim fosse, teríamos em Londres milhares de bandeiras nas ruas e pareceria uma cidade em ritmo de copa do mundo. O que eu enfatizo aqui e a importância de se expor, de arriscar, mas sem perder a sua personalidade. Não e por que você mora em Londres que vai usar uma peruca cor de rosa ou encher de tatuagem no corpo porque ninguém liga. Se você gosta disso, maravilha, faca o que curte. Mas se isso não atrai você, esqueça. Siga com seu estilo ate achar outro que você goste mais, ou então, nunca mude seu estilo. Tudo e uma questão de estar de bem consigo próprio.

Este e um momento de estar aberto as novidades e a novos valores, observar ao invés de julgar, se misturar com o povo local , aprender novas formas de ver a vida, se auto conhecer.

Se hoje alguem me pergunta, isso tudo vale a pena? eu respondo: se isso nao vale a pena, o que vale?

Um comentário:

  1. Gostei muito deste post, minha linha de raciocínio esteve bem próxima da sua. Suas dicas são muito válidas para mim!

    ResponderExcluir